quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Inflação oficial fecha 2017 em 2,95%, abaixo do piso da meta

O Sindec Canoas ainda está tentando entender este cálculo!
A inflação oficial do Brasil surpreendeu em dezembro e subiu mais do que o esperado, por conta dos preços dos alimentos e transportes, mas ainda assim fechou 2017 no nível mais baixo em 19 anos e abaixo do piso da meta pela primeira vez, mantendo o caminho aberto para mais redução dos juros básicos.
O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulou no ano passado alta de 2,95%, nível mais baixo desde 1998 (1,65%) e depois de ter encerrado 2016 com avanço de 6,29%, informou nesta quarta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O resultado ficou abaixo da meta do governo de 4,5%, com margem de 1,5 ponto percentual para mais ou menos, algo inédito desde que o regime de metas de inflação foi definido, em 1999.
Só em dezembro, o IPCA acelerou a alta a 0,44%, sobre 0,28% em novembro, por conta dos preços maiores de Alimentação e bebidas (+0,54%), depois de ter marcado deflação de 0,38% no mês anterior.
Os resultados ficaram acima das expectativas de analistas em pesquisa da Reuters, de alta de 0,30% no mês e de 2,80% em 12 meses.
Segundo o IBGE, apesar de alimentos terem pesado no mês passado, em 2017 todo foram o destaque para garantir uma inflação menor, com queda de 1,87% no grupo Alimentação e Bebidas sobretudo por conta da supersafra.
Na outra ponta, o maior impacto foi exercido por Habitação, com alta de 6,26% nos preços.
O nível fraco de inflação mantém aberto o espaço para o BC continuar reduzindo os juros básicos depois de a Selic ter terminado o ano passado na mínima histórica de 7%, em meio ao ritmo gradual de recuperação econômica.
A expectativa em geral é de novo corte na taxa de 0,25 ponto percentual em fevereiro, como vem sendo indicado pelo BC, e os juros futuros já mostram apostas em nova redução em março.
A inflação ter fechado 2017 abaixo do piso da meta obrigaria o presidente do BC, Ilan Goldfajn, a redigir uma carta aberta para explicar o motivo desse quadro.
Entretanto, o BC costuma arredondar a segunda casa do resultado da inflação após a vírgula, o que levaria o IPCA de 2017 a ficar exatamente no piso. Questionado, o BC afirmou que ainda não poderia informar imediatamente se a carta seria divulgada ou não.
Fonte: Terra

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

QUANDO PAPAI NOEL PEDE PRESENTE

Ao ler “O vingador mascarado dos contos de fada” da escritora francesa Christine Beigel conheci a história de uma menina que planeja como se vingar do Lobo Mau, da Bruxa da Branca de Neve e outros vilões, invertendo os papeis tradicionais.
Papai Noel é mais uma figura fictícia que está no imaginário infantil e dos crescidinhos como alguém que, ao distribuir presentes e atenção, proporciona felicidades natalinas a todos, uma espécie de gênio da lâmpada que concede desejos e os realiza, mesmo não tendo sido criado para o universo dos contos de fada. Pensei sobre a nossa realidade, especificamente a do Brasil, tão difícil que, ao exemplo do livro que citei, seria provável que o papel tradicional do velho Noel sofresse modificações e passasse ele também a pedir presentes.
O bom velhinho está cada vez mais velhinho e no nosso país não tem a certeza de que irá se aposentar. No entanto, embora aprecie distribuir presentes, está cansado e merece uma aposentadoria digna. Se adoecer, Papai Noel terá de enfrentar as precárias condições da saúde pública, filas, talvez internação “provisória” em algum corredor de hospital. O seguro do seu trenó e as refeições para suas renas e a dele estão cada vez mais caros, além disso, a violência o impede de ter tranquilidade para exercer seu ofício e viver. Seu salário foi parcelado; seu voto, incinerado de forma invisível na última eleição; e quando saiu às ruas para se manifestar não foi considerado. Massa de manobra, ele está cansado de ser brasileiro, embora acredite que “um filho seu não foge à luta”.
O que Papai Noel pediria de presente? O “Fora Canalhas!” - do hashtag à prática - aos que estão vendendo o país e rapinando os direitos dos cidadãos e trabalhadores. Quem sabe os mandar à Lapônia catar coquinhos ou à cadeia mais próxima a cumprir pena sem pena alguma deles. Justiça é tudo o que desejamos, Noel e todos nós.
Papai Noel é cada pai e mãe de família no Brasil que terá de encontrar uma fórmula mágica para comprar o presente para seu filho; mas fará de tudo pelo sorriso dele e de toda a família no Natal e em todos os tempos. Apesar de tudo...

Ana Cecília Romeu, 
publicitária e escritora – Via3 Publicações


Fonte: texto e charge - Correio do Povo, 19/12/17

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Novidade na Pousada dos Comerciários!


Agora, a Pousada dos Comerciários, localizada na praia de Araçá, em Capão da Canoa tem convênio com o CEPE (Clube dos Empregados da Petrobras) e CSSGAPA. Aproveite!

Informações pelos fones: (51) 98585-8091 / 98585-6290 / 3625-8634


terça-feira, 19 de setembro de 2017

Atenção, comerciários e comerciárias!

SINDEC CANOAS OBTÉM LIMINAR PROIBINDO COMERCIAL SÃO JOÃO (Casa Maria) LOJAS LEBES E CAMISARIA COLOMBO DE ABRIREM NOS FERIADOS EM GRAVATAÍ

   Em decisão da Justiça do Trabalho de Gravataí as referidas empresas estão proibidas de abrirem nos feriados. A liminar já vale para manhã, 20 de Setembro, e foi conquistada pelo assessoria jurídica do sindicato por não haver cláusula em acordo coletivo prevendo a abertura nos feriados.
  Para o presidente do Sindicato, Antônio Fellini, "o Sindec Canoas foi atuante na defesa dos interesses da categoria, buscando a Justiça do Trabalho como forma de assegurar os direitos dos trabalhadores".       

   Confira as liminares, abaixo:










sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Um novo espaço para a imaginação

   A Escola Infantil Pequeno Comerciário tem, agora, um novo espaço diferenciado para a criançada contando com: biblioteca, videoteca e espaço para a Hora do Conto.
   Neste lugar, os pequenos vão ter momentos de conhecimento e pura imaginação, principalmente, quando ouvirem e participarem da atividade da Hora do Conto.
     Comerciários e comerciárias, podem ter certeza, seus filhos são tesouros que cuidamos e educamos com muito carinho, a cada dia tentando proporcionar novas e maravilhosas experiências!




sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Sindec Canoas paga 1ª parcela de acordo com as empresas Paquetá

Iniciou-se na segunda-feira, 7/8, o pagamento da 1ª parcela das oito acordadas entre Sindicato e as empresas Paquetá, da indenização devida a 208 vendedores que estavam em desvio de função, resultando de processo movido pelo Sindec Canoas, datado de novembro/11.
O próximo pagamento será no início de setembro, em data a ser definida e deverá acontecer na sede sindical onde o trabalhador resida, Canoas, Cachoeirinha ou Gravataí, com divulgação em edital a ser afixado em cada uma das 14 lojas da rede..
Matéria completa, inclusive, com as impressões do presidente Antonio Felinni e do diretor Antenor Federizzi, no Informativo dos Comerciários que será lançado em breve.





sexta-feira, 30 de junho de 2017

Sindec Canoas participa da manifestação contra as Reformas do governo Federal

A chuva não desanimou o Sindec Canoas a participar neste dia 30/6, junto com o movimento sindical, da paralisação e mobilização na luta contra as Reformas Trabalhista e da Previdência Social e na defesa dos trabalhadores. A manifestação começou cedo na BR 116 e, em seguida, rumou para o centro da cidade.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Reforma Trabalhista em tramitação no Senado Federal

A Reforma Trabalhista (PLC 38/2017) já passou pela CAE - Comissão de Assuntos Econômicos, no dia 13/6, onde foi aprovada e pela CAS - Comissão de Assuntos Sociais, em 20/6, onde foi rejeitada.
Com informações apuradas junto à Agência Senado, a reunião de líderes decidiu realizar hoje a leitura do parecer na CCJ - Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal. Ficou definido, ainda, que haverá duas audiências públicas sobre o tema em 27 de junho.
A votação na Comissão será no dia 28 de junho e, posteriormente, irá para apreciação e votação no plenário em 5 ou 12 de julho.
Por isso, divulguem para que os colegas ajudem a pressionar os membros da Comissão de Constituição e Justiça a votarem contra PL da Reforma Trabalhista.
COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA DO SENADO
Titulares
PMDB
• Edison Lobão (PMDB/MA) – presidente
edison.lobao@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-2311 / 2312 / 1989 / 2755
• Eduardo Braga (PMDB/AM)
eduardo.braga@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-6230 / 6227
• Jader Barbalho (PMDB/PA)
jader.barbalho@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-9826 / 9831 / 9827 / 9832
• Simone Tebet (PMDB/MS)
simone.tebet@senadora.leg.br
Tel.: (61) 3303-1128
• Valdir Raupp (PMDB/RO)
valdir.raupp@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-2252 / 2253
• Marta Suplicy (PMDB/SP)
marta.suplicy@senadora.leg.br
Tel.: (61) 3303-6510 / 6514
• José Maranhão (PMDB/PB)
jose.maranhao@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-6490 / 6485

PDT
• Acir Gurgacz (PDT/RO)
acir@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-3131 / 3132

PSDB
• Antonio Anastasia (PSDB/MG) – vice-presidente
antonio.anastasia@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-5717
• Flexa Ribeiro (PSDB/PA)
flexa.ribeiro@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-2342

DEM
• Maria do Carmo Alves (DEM/SE)
maria.carmo.alves@senadora.leg.br
Tel.: (61) 3303-1306 / 4055
• Ronaldo Caiado (DEM/GO)
ronaldo.caiado@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-6439 / 6440 / 6445

PP
• Benedito de Lira (PP/AL)
benedito.lira@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-6148 / 6149 / 6151
• Wilder Morais (PP/GO)
wilder.morais@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-2092 / 2093 / 1809 / 2099 / 2964

PSD
• Lasier Martins (PSD/RS)
lasier.martins@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-2323

PSB
• Antonio Carlos Valadares (PSB/SE)
antoniocarlosvaladares@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-2201 / 2203 / 2204 / 1786
• Roberto Rocha (PSB/MA)
robertorocha@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-1437 / 1506

Rede
• Randolfe Rodrigues (Rede/AP)
randolfe.rodrigues@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-6568 / 6567 / 6574

PTB
• Armando Monteiro (PTB/PE)
armando.monteiro@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-6130

PR
• Magno Malta (PR/ES)
magno.malta@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-4161 / 5867 / 1656

PRB
• Eduardo Lopes (PRB/RJ)
eduardo.lopes@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-5730 / 5225 / 2211 / 5290

PT
• Jorge Viana (PT/AC)
jorge.viana@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-6366 / 6369
• José Pimentel (PT/CE)
jose.pimentel@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-6390 / 6391
• Fátima Bezerra (PT/RN)
fatima.bezerra@senadora.leg.br
Tel.: (61) 3303-1777 / 1884
• Gleisi Hoffmann (PT/PR)
gleisi@senadora.leg.br
Tel.: (61) 3303-6265
• Paulo Paim (PT/RS)
paulopaim@senador.leg.br
Tel.: (61) 3303-5232 / 5231 / 5230


Foto: Senado Federal - CCJ - 21/6/17

quarta-feira, 31 de maio de 2017

O dia 24 de maio de 2017 entrou para a história

Esqueça tudo o que você ouviu e viu através dos veículos de comunicação a respeito da "baderna" que aconteceu em Brasília na marcha dos trabalhadores, o #OcupaBrasília, que da quarta-feira, 24/5, passou longe de resumir-se só a isso.
O Sindec Canoas, representado pelo presidente Antônio Fellini e pelo diretor Antenor Federizzi, estava lá e testemunhou uma manifestação ordeira de mais de 130 mil pessoas, "gritando" contra as reformas e pela manutenção dos direitos de todos os trabalhadores e população brasileiros.
Até hoje não se sabe exatamente como meia dúzia de "mascarados" infiltraram-se na linha de frente da passeata, muito menos quem eram eles e de onde vieram, mas o fato é que a mobilização contra as reformas ocupou mais de cinco quilômetros ao longo das avenidas de Brasília e, isso sim, deveria ser notícia em toda a imprensa nacional.

Além de mostrar algumas imagens do evento, o Sindicato quer registrar que, onde estiver alguém lutando pelos direitos dos trabalhadores, estaremos juntos, enfrentaremos o que for preciso e juntaremos nossa força na busca por dias melhores para todos!